Dicionário Busológico – Letra F

  • Fábrica – Estabelecimento, indústria onde se fabrica alguma coisa.
  • Farol – Lanterna de automóvel – luz alta, luz baixa (Figura 6.01).

Farol
Figura 6.01 – Farol do ônibus.
Fonte: foto feita por César Mattos.

  • Fênix – Modelo de carroceria de ônibus urbano da Ciferal.
  • Fibra – Cada um dos filamentos que, dispostos em feixes, constituem os tecidos dos animais e vegetais ou certas substâncias minerais; filamento.
  • Fim da Linha – Ponto terminal de alguma linha de ônibus específica onde encerra a volta. Se a linha não for circular é obrigatório que todos os passageiros desembarquem no final (Figura 6.02).

Fim da linha
Figura 6.02 – Exemplo de um ponto final de linha, da Vianova em Canoas-RS.
Fonte: foto feita por César Mattos.

  • Fiscal – Pessoa encarregada da fiscalização de certos atos ou da execução de certas disposições. O fiscal costuma ficar nos terminais com a tabela horária dos carros e conferindo se o carro saiu no horário.
  • Foca – Marca de Ar-Condicionado e peças para carrocerias de ônibus.
  • Fofão – Modelo de carroceria de ônibus urbano de dois andares da Thamco.
  • Folha – Parte móvel de uma porta. Cada retângulo da porta é uma folha. Exemplo de portas com uma, duas ou três folhas na Figura 6.03.

Portas
Figura 6.03 – Exemplo de quantidade de folhas nas portas respectivamente 1, 2 e 3.
Fonte: foto feita por César Mattos.

  • Ford – Fábrica multinacional de carros e caminhões. Chegou a fabricar chassis para ônibus na década de 90. Os motores usados nos chassis de ônibus da Ford eram MWM.
  • Foz – Modelo de carroceria de micro ônibus da Caio.
  • Fratello [Fratélo] – Modelo de carroceria de micro ônibus da Marcopolo.
  • Free-Way – Auto estrada de dois sentidos com várias faixas, via expressa de alta velocidade.
  • Freio – É um tipo de mecanismo que permite controlar o movimento de aceleração de um veículo ou de uma máquina, de modo a retardar ou parar seu movimento e/ou impedir que o movimento seja reiniciado. Em geral o freio dos ônibus são a tambor, mas salvo alguns carros mais leves e veículos especiais que usam freio a disco (Figura 6.04).

Freio
Figura 6.04 – Exemplo do sistema de freio de um Microônibus.
Fonte: foto feita por César Mattos.

  • Freio a disco – é constituído por duas sapatas laterais. Quando se aperta a alavanca de freio no guidão, as sapatas são pressionadas contra a roda. A área de atrito é relativamente pequena, apenas do tamanho tamanho da sapata.
  • Freio a tambor – Na maioria dos sistemas de freio a tambor que são utilizados atualmente, existem apenas um eixo excêntrico e por isso o desgaste nas sapatas do freio se dão de maneira irregular. A sapata que tem o maior efeito de frenagem é chamada de "sapata principal" e, obviamente, sofrerá um desgaste maior em relação a outra sapata que é chamada de "sapata de arrasto". Devido a sua posição no sistema, a sapata de arrasto é empurrada pela rotação do tambor impossibilitando-a de ter a mesma eficiência que a sapata principal que estará trabalhando justamente ao contrário da rotação do tambor. Após soltarmos o manete ou o pedal do freio, as sapatas retornaram a sua posição original devido as molas de retorno contidas entre elas.
  • Freio Estacionário – Freio de estacionamento. O freio de estacionamento possui uma alimentação independente do freio de serviço e quando o motorista movimenta a alavanca de comando (manequim mostrado na Figura 6.05) libera o ar que atuará nas câmaras de freio estacionamento, que por sua vez, movimentará o excêntrico em forma de "S", liberando as rodas do veículo. Se cair a pressão da linha de estacionamento, por exemplo, as sapatas se abrem e bloqueiam as rodas.

Freio estacionário
Figura 6.05 – Alavanca acionadora do freio estacionário, situado no painel de instrumentos.
Fonte: foto feita por César Mattos.

  • Freio Motor – Freio de Serviço. Sendo o motor uma bomba de ar, e estando sua entrada fechada pela borboleta de aceleração, ele fará resistência ao deslocamento do veículo, como um freio – daí o nome freio-motor. A resistência decorre da enorme depressão gerada no interior dos cilindros, sendo essa depressão usada pelo sistema de assistência ao freio de serviço.
  • Freqüência – Número de viagens em cada sentido, numa linha, em um período de tempo definido. (ANTT, 2009)
  • Fretado – Ônibus alugado para fazer uma linha regular. Geralmente é utilizado por empresas grandes, que ao invés de pagar vale transporte aos funcionários, prefere alugar um ônibus para trazer e levar os funcionários de casa para a empresa.
  • Fretamento – Ato de fretar – empresa que tem ônibus fretado.
  • Fretamento contínuo – É o serviço prestado a pessoas jurídicas para o transporte de seus empregados, bem como a instituições de ensino ou agremiações estudantis para o transporte de seus alunos, professores ou associados, estas últimas desde que legalmente constituídas, com prazo de duração máxima de doze meses e quantidade de viagens estabelecidas, com contrato escrito entre a transportadora e seu cliente, previamente analisado e autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). (ANTT, 2009)
  • Fretamento eventual ou turístico – É o serviço prestado à pessoa ou a um grupo de pessoas, em circuito fechado, com emissão de nota fiscal e lista de pessoas transportadas, por viagem, com prévia autorização ou licença da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) ou órgão com ela conveniado. (ANTT, 2009)
  • Friso Lateral – Linha lateral, geralmente de borracha, que divide a blusa e saia da lateral do ônibus. Em muitos casos ele mostra a divisão do chão interno, como destacado na Figura 6.06.

Friso lateral
Figura 6.06 – Demonstrativo do friso lateral destacado na imagem.
Fonte: foto feita por César Mattos.

  • Frota – Coletivo de veículos, no caso, ônibus (Figura 6.07).

Frota
Figura 6.07 – Imagem ilustrativa da frota.
Fonte: foto feita por César Mattos.

  • Furcare – Modelo de carroceria de ônibus rodoviário da Nimbus.
  • FW – 1) Abreviação de Free-Way. 2) Abreviação de FORWARD – palavra em inglês que quer dizer adiante, depois, repassar, etc.

ÍNDICE RÁPIDO – Letras: A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Algarismos: 0-9