ViaCircular Transporte Coletivo

 

ATENÇÃO: PÁGINA TEMPORÁRIA
EM PROCESSO DE FORMATAÇÃO

Neobus Iveco City Class II

  • UsoMicroônibus do programa especial Caminho da Escola
  • FabricaçãoSem registro
  • Baumúster: Sem registro
  • Fonte dos dados: Publicação da Iveco (Setembro/2011)

O que é o programa Caminho da Escola?

Criado em 2007 pelo governo federal, o programa Caminho da Escola busca renovar a frota de veículos escolares, aumentando a segurança, reduzindo a evasão escolar e melhorando a qualidade do transporte escolar nas cidades brasileiras, sobretudo na zona rural.
O programa consiste na aquisição de veículos padronizados para o transporte escolar, com especificações exclusivas elaboradas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e pelo Inmetro, adequando-se às condições de trafegabilidade das vias da zona rural brasileira.

Quem pode participar do programa Caminho da Escola?

Todas as prefeituras municipais e governos estaduais.

Como participar?

Existem três formas para estados e municípios participarem do Caminho da Escola: com recursos próprios, bastando aderir ao pregão, via convênio firmado com o FNDE ou por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que disponibiliza linha de crédito especial para a aquisição de ônibus zero-quilômetro e de embarcações novas.

O Iveco CityClass atende às exigências do governo federal?

O Iveco CityClass atende às especificações exclusivas impostas pelo governo federal na categoria ORE 01C, que trata de micro-ônibus para o transporte de estudantes da zona rural brasileira.

Vale lembrar que o Iveco CityClass já tem registro de preço aprovado para licitações no FNDE.

  • Preço comum R$ 132.000,00 (em 2012)
  • Preço com plataforma elevatória R$ 140.000,00 (em 2012)

A Iveco apresenta a nova geração do Iveco CityClass.
Com design exterior mais moderno e aerodinâmico, o novo ônibus escolar é ainda espaçoso: mais alto, largo e comprido do que a versão anterior.
Além disso, o novo Iveco Cityclass traz diversos avanços tecnológicos que garantem menor custo operacional, maior economia de combustível e muito mais segurança, agilidade e conforto para os alunos.

MAIS CAPACIDADE E CONFORTO

  • Novo design
  • Capacidade para acomodar 29 passageiros + motorista
  • Mais espaçoso, com poltronas mais largas
  • Altura interna de 1.930mm, facilitando o deslocamento dos passageiros
  • Tampa traseira do estepe com abertura maior e rebaixada, reduzindo tempo e esforço em uma eventual troca de pneu
  • Baixo nível de ruído interno e externo
  • Suspensão dianteira independente
  • Ausência de degraus ou tampas salientes no piso da região do motorista
  • Porta-cadernos atrás das poltronas

MAIS SEGURANÇA

  • Modelo atende a normas de acessibilidade e segurança
  • Permite a instalação do elevador para cadeirantes (Opcional)
  • Assentos com cintos de segurança individuais
  • Local apropriado para a cadeira de transbordo – para portadores de necessidades especiais
  • Piso de alumínio antiderrapante
  • Novo para-brisa oferece maior visibilidade e segurança nas manobras
  • Limitador eletrônico de velocidade
  • Dispositivo de segurança que impede que o veículo se movimente com portas abertas

MAIS DESEMPENHO

  • Motor Iveco FPT F1C de 4 cilindros, 3.0 litros, 16 válvulas e injeção eletrônica tipo common-rail
  • 155 cv de potência: o mais moderno, potente, econômico e silencioso da categoria
  • Direção hidráulica e câmbio com 5 marchas sincronizadas

Neobus Iveco City Class II

  • Modelo: Iveco FPT F1C
  • Cilindrada total (cm³): 2998
  • Cilindros: 4 em linha
  • Diâmetro x Curso do pistão (mm): 95,8 x 104
  • Relação de compressão: 19,0:1
  • Potência máxima: 155 cv (114 kW) @ 3500 rpm
  • Torque máximo: 41 mkgf (400 Nm) @ 1700 a 2600 rpm
  • Número de válvulas: 16
  • Sistema de trabalho: 4 tempos
  • Preparado para Biodiesel B5

  • Embreagem: monodisco seco
  • Caixa de mudanças: Eaton 4405 B
  • Nº de marchas: 5 sincronizadas, sendo a última Over Drive e uma à ré

  • Freio de serviço: Hidráulico servoassistido de duplo circuito, a disco nas rodas dianteiras e traseiras
  • Válvula reguladora da pressão de frenagem para as rodas traseiras, luz indicadora de desgaste das pastilhas e de baixo nível do óleo hidráulico no painel de instrumentos
  • Freio de estacionamento: Acionamento mecânico a tambor atuando no eixo traseiro

 Suspensão dianteira 

  • Rodas independentes com barras de torção fixadas no chassi
  • Dois amortecedores telescópicos de dupla ação
  • Barra estabilizadora

 Suspensão traseira 

  • Mola parabólica de dois estágios com batentes de borracha
  • Dois amortecedores telescópicos de dupla ação
  • Barra estabilizadora

  • Tipo escada por longarinas planas de perfil tipo "c". Material Fe 420, unidas por travessas rebitadas e parafusadas à alma.

  • Peso bruto total legal (PBT): 6800
  • Capacidade do eixo dianteiro: 2200
  • Capacidade do eixo traseiro: 5000
  • Peso eixo dianteiro: 1707
  • Peso eixo traseiro: 2691
  • Peso próprio total: 4398
  • Capacidade de carga: 2500
  • Capacidade máxima de tração (CMT): 9500

  • Óleo do motor: 7,6
  • Caixa de mudanças: 4,6
  • Eixo traseiro: 3,2
  • Sistema de arrefecimento: 9,0
  • Sistema de direção: 1,4
  • Tanque combustível: 90

  • Comprimento máximo: 7250
  • Largura externa: 2220
  • Altura externa: 2920
  • Ditância entre-eixos: 3990
  • Largura interna: 2130
  • Altura interna: 1930

Neobus Iveco City Class II

Passo a passo para a aquisição do Iveco CityClass Escolar – FNDE, com recursos próprios ou via financiamento.

  • 1º passo: O município/estado deve aprovar Lei Autorizativa na Assembleia/Câmara Legislativa com o valor destinado para a compra do(s) veículo(s).
  • 2º passo: O município/estado deve reunir e atualizar toda a documentação mencionada no capítulo 4 do MIP – Manual de Instruções de Pleitos (p. 15-17), publicado pela Secretaria do Tesouro Nacional/Ministério da Fazenda.
  • 3º passo: O município/estado preenche o Termo de Adesão – Anexo I da Resolução CD FNDE/MEC nº 7 [23.4.10], demonstrando a aquisição por meio de recursos próprios ou via financiamento.
  • 4º passo: O município/estado encaminha toda a documentação e o Anexo I ao Agente Financeiro (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal – CEF, entre outros).
  • 5º passo: De posse de toda a documentação, o Agente Financeiro avalia a capacidade de endividamento do município/estado. Se a documentação estiver em conformidade com as exigências da STN, o Agente Financeiro assina o Pedido de Verificação de Limites e Condições (Proposta Firme) em conjunto com o município/estado e encaminha ao BNDES, solicitando a aprovação da proposta de financiamento. Se a documentação não estiver em acordo, o Agente Financeiro comunicará ao município/estado para que sejam feitas as adequações na proposta.
  • 6º passo: O BNDES avalia a solicitação e a documentação do município/estado encaminhada pelo Agente Financeiro. Aprovada a proposta, o BNDES envia toda a documentação à Secretaria do Tesouro Nacional, conforme Resolução CD FNDE/MEC nº 7 [23.4.10]. O BNDES está impedido de mandar documentação incompleta à STN, que devolverá a documentação sem analisar o pleito, caso esteja faltando algum documento.
  • 7º passo: Após conceder a autorização para o financiamento, a STN comunica ao BNDES.
  • 8º passo: O BNDES recebe a autorização e informa o Agente Financeiro.
  • 9º passo: O Agente Financeiro aprova o crédito para o município/estado.
  • 10º passo: O município/estado preenche o Anexo II da Resolução CD FNDE/MEC nº 7 [23.4.10], solicitando adesão à Ata de Registro de Preços do pregão eletrônico nº 16/2010 do Caminho da Escola e envia ao FNDE.
  • 11º passo: O FNDE autoriza a adesão e envia a solicitação à Iveco.
  • 12º passo: A Iveco autoriza adesão à Ata de Registro de Preços e devolve ao FNDE.
  • 13º passo: O FNDE envia ao município/estado autorização para adesão à Ata de Registro de Preços.
  • 14º passo: O município/estado assina contrato de empréstimo com o Agente Financeiro e firma contrato de compra e venda com a Iveco.
  • 15º passo: Após a produção do veículo, a Iveco agenda vistoria com o IPEM – Instituto de Pesos e Medidas para a obtenção do selo de certificação do Inmetro.
  • 16º passo: Em data estabelecida, técnicos do IPEM avaliam e certificam o(s) veículo(s), conforme especificações técnicas do contrato de fornecimento da Ata de Registro de Preços.
  • 17º passo: Caso algum item não esteja em acordo com as especificações técnicas, são descritas as pendências para que a Iveco proceda o(s) ajuste(s) ao que está estabelecido em contrato.
  • 18º passo: A Iveco realiza a entrega do(s) veículo(s) no endereço indicado pelo município/estado.
  • 19º passo: No recebimento do(s) veículo(s), o município/estado assina comprovante de entrega.
  • 20º passo: O município/estado autoriza o Agente Financeiro a liberar o crédito do BNDES.
  • 21º passo: O Agente Financeiro encaminha ao BNDES a Proposta de Abertura de Crédito Fixo (PAC) e o Pedido de Liberação (PL) contendo os dados das Notas Fiscais de Venda e Remessa. O número da proposta do agente financeiro, mencionado na PAC, deve também ser indicado no PL, assim como no instrumento contratual celebrado com o município/estado e na 1ª via da Nota Fiscal de Venda.
  • 22º passo: A empresa fornecedora recebe o pagamento integral por meio do Agente Financeiro.

Neobus Iveco City Class II

Para aderir ao programa Caminho da Escola, basta acessar o site do FNDE: www.fnde.gov.br


Contato Vendas ao Governo – Iveco
Davi Mondin
(11) 2126-2451
davi.mondin@br.Iveco.com

Função desabilitada

Menu