ViaCircular Transporte Coletivo

 

ATENÇÃO: PÁGINA TEMPORÁRIA
EM PROCESSO DE FORMATAÇÃO

  • Uso: Ônibus urbano de piso-baixo
  • Fabricação: A partir de 2012
  • Baumúster: 382189
  • Nível de emissões de gases: Euro 5 / Proconve P-7
  • Fonte dos dados: Mercedes-Benz do Brasil (Março/2016)

O-500 U 1826

Desenvolvido para aplicação urbana, o chassi O-500 U 1826 (Low Entry ou Entrada Baixa) – que incorpora todas as vantagens da tecnologia Mercedes-Benz – é um veículo robusto e de alta durabilidade, próprio para as mais severas condições de operação e aplicação. Este chassi foi desenvolvido para receber uma carroçaria até 13,2 metros de alongamento.
O chassi O-500 U 1826 exibe o mais elevado grau de conforto e segurança para os passageiros, porque possui uma seção dianteira e central do chassi nivelada com uma distância de 370 mm do solo, suspensão pneumática integral, sistema de rebaixamento lateral da suspensão, do lado esquerdo e direito, e caixa automática com retarder incorporado. O motor eletrônico OM-926 LA (Proconve P-7) com potência (256 cv). Com todas estas características, o chassi O-500 U 1826 atende às exigências atuais do transporte de passageiros do país.

  • Modelo: MB OM-926 LA (Proconve P-7)
  • Tipo: 6 cilindros verticais em linha, turbocooler
  • Potência máxima, conforme NBR ISO 1585: 188 kW (256cv) a 2200 rpm
  • Torque máximo, conforme NBR ISO 1585: 900 Nm (91,8 mkgf) de 1200 a 1600 rpm
  • Cilindrada total: 7.200 cm³
  • Consumo específico: 194 g/kWh a 1400 rpm
  • Filtro de óleo – tipo: filtragem total, com elemento de papel
  • Filtro de ar – tipo: seco, com elemento de papel
  • Sistema de arrefecimento: por circulação de água, com termostato
  • Redução catalítica seletiva de NOx (SCR): sim

 Unidade Injetora 

  • Modelo: DTC (Diesel Technology Company)
  • Tipo: 6 bicos individuais com controle eletrônico
  • Sistema de Injeção: direta, com gerenciamento eletrônico

 Compressor 

  • Tipo: 2 cilindros
  • Acionamento: por engrenagens
  • Fluxo de trabalho: 940 l/min a 10 bar (1080 l/min a 10 bar com 2500 rpm em 2012)
  • Polia do motor para ar-condicionado (em 2016)

 Modelo Voith Diwa 5 854.5 com retarder incorporado (opção 1 – em 2016) 

  • Acionamento: por meio de teclas
  • Marchas: 4
  • Relação de transmissão: i=5,56 / 1,43 / 1,0 / 0,70/  marcha a ré: 5,20

 Modelo ZF Ecolife 6 AP 1000B com retarder incorporado (opção 2 – em 2016) 

  • Acionamento: por meio de teclas
  • Marchas: 6
  • Relação de transmissão: i=3,36 (7,79 com conversor de torque) / 1,91 / 1,42 / 1,0 / 0,72 / 0,62 / marcha a ré: 4,235 (9,84 com conversor de torque)

 Modelo ZF 6 HP 504 Ecomat 4 (em 2012) 

  • Acionamento: por meio de teclas
  • Marchas: 6
  • Relação de transmissão: i=3,43 / 2,01 / 1,42 / 1,00 / 0,83 / 0,59 / marcha a ré: 4,84
  • Conversor de torque: i=2,4

  • Modelo: ZF 8098
  • Tipo: hidráulica
  • Relação de redução: i(máx)=26,2:1

 Tensão nominal 

  • Capaciade: 24 V

 Alternador 

  • Capaciade: 28 V / 2x 80 A (28 V / 80 A em 2012)

 Bateria (livre de manutenção em 2016) 

  • Capacidade/tensão: 220 Ah / 2 x 12 V (135 Ah / 2 x 12 V em 2012)

  • Tipo (em 2012): perfis estampados de aço LNE 50 e tubos de aço M22 soldados, composto por módulo dianteiro, estrutura central tubular rebaixada e módulo traseiro
  • Tipo (em 2016): perfis estampados de aço , estrutura central tubular rebaixada e módulo traseiro

 Eixo Dianteiro 

  • Modelo: MB VO 4/39 CL 7,5
  • Tipo: punho

 Eixo Traseiro 

  • Modelo: MB HO4/08 DCL-11,5
  • Tipo: carcaça central com tubos de aço imprensados
  • Redução: i=5,857 (41:7)?

 Eixo Traseiro (opção 2 – em 2016) 

  • Modelo: R390 – 11,5 / S22,5
  • Tipo: estampado
  • Redução: i=5,875:1

 Suspensão Dianteira 

  • Tipo: pneumática, com 2 bolsões de ar, barras tensoras longitudinais, barra transversal e 1 válvula reguladora de altura (pneumática, com 2 bolsões de ar e batentes elásticos em 2012)
  • Amortecedores: 2, telescópicos de dupla ação (4 em 2012)
  • Barra estabilizadorasim

 Suspensão Traseira 

  • Tipo: pneumática com 4 bolsões de ar e batentes auxiliares internos; 2 barras tensoras longitudinais, 2 oblíquas e 2 válvulas reguladoras de altura
  • Amortecedores: 4, telescópicos de dupla ação
  • Barra estabilizadoraopcional

  • Aros das rodas: 8.25 – 22,5
  • Pneus: 295/80 R 22,5 (radiais, sem câmara)

 Freio de serviço 

  • Sistema: a ar comprimido de dois circuitos
  • Tipo: disco nas rodas dianteiras e traseiras
  • Área de frenagem total: 1.568 cm²

 Freio de estacionamento 

  • Tipo: câmara de mola acumuladora, acionada pneumaticamente, com atuação nas rodas traseiras
  • ABS (Sistema Antitravamento): sim

 Pesos admissíveis / Valores indicados 
Peso Bruto Total (PBT)

  • Eixo dianteiro: 7000
  • Eixo traseiro: 11500
  • Total: 18500

 Pesos admissíveis / Valores autorizados (em 2012) 
Peso Bruto Total (PBT)

  • Eixo dianteiro: 6000
  • Eixo traseiro: 10000
  • Total: 16000

Obs.: Os pesos podem sofrer variações conforme os opcionais.

  • Tanque de combustível: 20
  • Óleo no cárter, máx./min.: 28/23
  • Caixa de mudanças: 30 (ZF 6 HP 504) / 28 (Voith) / 25 (ZF Ecolife)
  • Carcaça do diferencial (eixo traseiro): 10
  • Direção hidráulica: 3,5
  • Sistema de arrefecimento: 37
  • Tanque de Arla 32: 35

  • (A) Distância entre-eixos: 5950
  • (B) Comprimento total: 11786
  • (C) Balanço dianteiro: 2486
  • (D) Balanço traseiro: 3350
  • (E) Bitola – eixo dianteiro: 2094 (2101 em 2012)
  • (F) Bitola – eixo traseiro: 1798 (1824 em 2012)
  • (H) Largura: 2515 (2459 em 2012)
  • (I) Ângulo de entrada: 9° (9,1° em 2012)
  • (J) Ângulo de saída: 7,5° (8° em 2012)
  • (K) Vão livre dianteiro: 183 (171 em 2012)
  • (L) Vão livre traseiro: 240 (232 em 2012)
  • (M) Círculo de viragem: 24.800 (24.300 em 2012)
  • Altura: 1732 (1628 em 2012)

 Caixa de mudanças Voith Diwa 5 854.5 

  • Eixo traseiro: MB HO4/08 DCL-11,5
  • Redução: i=5,857 (41:7)
  • Pneus: 295/80 R 22,5
  • Velocidade máxima (km/h): 120
  • Capacidade máxima de subida com 18.500kg (%) – (veículo em movimento): 30

 Caixa de mudanças ZF Ecolife 6 AP 1000B 

  • Eixo traseiro: MB HO4/08 DCL-11,5
  • Redução: i=5,875
  • Pneus: 295/80 R 22,5
  • Velocidade máxima (km/h): 112
  • Capacidade máxima de subida com 18.500kg (%) – (veículo em movimento): 26

 Caixa de mudanças ZF 6 HP 504 

  • Eixo traseiro: MB HO4/08 DCL-11,5
  • Redução: i=5,857 (41:7)
  • Pneus: 295/80 R 22,5
  • Velocidade máxima (km/h): 109
  • Capacidade máxima de subida com 16.000kg (%) – (veículo em movimento): 18

  • Caixa automática Voith Diwa 5 854.5 com retarder incorporado (em 2012)
  • Caixa mecânica G85 com retarder Voith 115 (somente sob consulta) (em 2012)
  • Estabilizador da suspensão traseira (em 2012)
  • Preparação para ar-condicionado com ou sem alternador 28 V / 140 A (em 2012)
  • Redução do eixo traseiro i=6,143 (43:7) (em 2012)
  • Tanque de combustível de 300 litros, com chave (em 2012)
  • Rodas de alumínio (em 2012)
  • Segundo alternador de 28 V / 80 A no motor, para acessórios (em 2012)
  • Tacógrafo eletrônico diário para 1 motorista (em 2012)
  • Estepe e ferramentas (em 2016)

  • Painel com indicação de consumo e faixa verde variável (econômetro)
  • Bluetec5 – Tecnologia de pós tratamento de gases SCR
  • Polia adicional para ar-condicionado
  • Top Brake + freio motor conjugado com freio de serviço
  • Conexão para extração de dados de telemetria (FMS)
  • Secador de ar com sistema coalescente
  • Chave elétrica geral
  • Bateria de 220Ah (livre de manutenção)
  • 2x alternadores de 80 A
  • Coluna de direção regulável
  • Sensor incêndio no compartimento do motor
  • Freio a disco nas 4 rodas com ABS
  • Suspensão eletrônica ECAS com ajoelhamento bi-lateral e zoom

 

  • Motor OM-926 LA – completamente eletrônico, com unidades injetoras individuais para cada cilindro, proporciona maior economia de combustível e possui alto torque em baixas rotações.
  • Chassi conceito Low Entry – toda a seção dianteira e central do veículo permite nivelação do degrau de entrada e do piso para 370 mm, não existindo nenhum outro degrau nestas seções do veículo. Com isso, o passageiro tem grande facilidade e rapidez para embarque e desembarque (similar às operações do Metrô).
  • Chassi quadro – estrutura central fornecida de forma integral junto com o veículo, não necessitando de alongamento ou inserção deste componente no momento do encarroçamento para carroçarias até 12 metros. Quadro constituído de perfis de aço estampados, formando uma estrutura em forma de treliça e de fixações para carroçarias. Com essas características, o chassi apresenta robustez, resistência à torção e à flexão e facilidade de encarroçamento. Possui um corredor dianteiro e central de 900 mm de largura, permitindo a passagem de uma cadeira de rodas pelas portas dianteira e central, e o balanço traseiro que permite portas da carroceria, do lado esquerdo e direito, alinhadas.
  • Caixa automática ZF Ecolife ou Voith Diwa 5 – propiciam engates suaves e precisos, tornando fácil e confortável a sua operação, maximizando o desempenho do veículo e aumentando a vida útil dos freios, impedindo naturalmente abusos desnecessários na maneira de dirigir, o que aumenta a durabilidade dos componentes do trem de força.
  • Painel de instrumentos – todos os veículos são equipados com tacógrafo, odômetro, relógio, conta-giros, indicadores de temperatura do líquido de arrefecimento, da pressão do óleo do motor, da pressão pneumática do sistema de freios e do nível do tanque de combustível.
  • Freio a disco nas rodas dianteiras e traseiras – propicia melhor eficiência na frenagem e maior facilidade na manutenção.
  • Luzes de aviso – controle de carga da bateria, luz alta dos faróis principais, luzes indicadoras de direção, de baixa pressão do óleo do motor, de baixo nível do líquido de arrefecimento, de freio de estacionamento acionado, de saturação do filtro de ar, de baixa pressão do sistema pneumático, de controle do sistema de aceleração eletrônico, de retardador acionado, de controle do ABS, de controle da correia de acionamento do ventilador e de acionamento do ajoelhamento ou da elevação da suspensão.
  • Suspensão pneumática integral – com maior conforto e confiabilidade aos passageiros e motoristas, este sistema já está consagrado no mercado, sendo atestado como de altíssima qualidade em outros produtos Mercedes-Benz.
  • Sistema de rebaixamento lateral da suspensão (ECAS) – propicia o ajoelhamento da suspensão, aumentando o conforto e a segurança para embarque de passageiros, além de possuir opção de elevação total da suspensão para evitar o impacto frontal ou traseiro da carroçaria.
  • Coluna de direção regulável – propicia a regulagem de acordo com as características físicas do motorista, melhorando a ergonomia.
  • Freio ABS – evita que as rodas travem durate o processo de frenagem, oferecendo maior estabilidade e dirigibilidade ao veículo em situações adversas.
  • Central Elétrica Fuse Box – proporciona ao encarroçador/cliente facilidade para acrescentar seus componentes, uma vez que o sistema é modular, possui tamanho reduzidoe é de fácil aquisição no mercado.
  • Blue Tec 5 – tecnologia Mercedes-Benz que consiste em reduzir os gases contaminados, através de uma reação química com o AdBlue, em um catalisador de redução seletiva (SCR ou “Selective Catalytic Reduction”). Além do catalisador, a combustão do motor foi otimizada, o que resulta em uma queima mais eficiente de combustível e uma emissão mais limpa.

Mercedes-Benz O-500U

 Giro do motor 

  • RPM corte min2500
  • RPM corte: 2750
  • RPM corte máx: 2810
  • RPM M L min: 580
  • RPM M L: 600
  • RPM M L máx: 800

 Índice de fumaça em aceleração livre (m-1

  • Altitudes até 350m: 0,50
  • Altitudes acima de 350m: 0,68

 Nível de ruídos 

  • Ruído dB (A) / Rotação (1/min) – Valor medido conforme NBR 9714: Não se aplica (Veículo isento de atendimento a limite de emissão de ruído conforme resolução Conama nº 17/95, art. 3º)

Função desabilitada

Menu