Mini Enciclopédia do Transporte Coletivo – Letra S

Saia
Parte localizada abaixo do friso lateral do ônibus.
Saia

Figura S001 – Saia demarcada pelas linhas vermelhas.
Fonte: foto feita por César Mattos.
Saída de Emergência
Janela preparada para ser retirada por meio de uma alavanca ou quebrando o vidro com um martelo, caso aconteça algum acidente grave.
Saída de emergência

Figura S002- Exemplos de alavancas internas para saída de emergência.
Fonte: foto feita por César Mattos.
Sanfona
Nome popular dado a articulação dos ônibus articulados e biarticulados.
Articulação

Figura S003 – Articulação popularmente chamada de sanfona.
Fonte: foto feita por César Mattos.
San Marino – (Neobus)
Fábrica e encarroçadora de chassis e carrocerias de ônibus localizada em Caxias do Sul-RS.
San Remo
Modelo de carroceria de ônibus urbano da Marcopolo. Teve duas versões I e II onde a II é bem parecida com o Torino, contendo pequenas diferenças.
San Remo II x Torino

Figura S004 – Comparativo entre os modelos San Remo II e Torino.
Fonte: foto feita por César Mattos.
Scania
Fábrica multinacional de caminhões e chassis para ônibus.
Scorpion
Modelo de carroceria de ônibus urbano da Thamco com duas versões fabricadas: I e II. Uma das principais diferenças entre o Scorpion I e II na figura abaixo (Figura S005).
Scorpion x Scorpion II

Figura S005 – Detalhe no farol diferenciando as versões.
Fonte: foto feita por César Mattos.
SD
Abreviação de Semidireto (Não mais escrito “Semi-Direto” de acordo com novo acordo ortográfico vigente desde 01 de Janeiro de 2016).
Seção
Trecho do itinerário, configurado no documento de delegação, compreendido entre localidades determinadas, com fracionamento do preço da passagem. (Decreto Estadual nº 12.601/80-SC)
Secionamento
Conjunto de seções. (Decreto Estadual nº 12.601/80-SC)
Seletivo
Modalidade de transporte urbano que oferece mais luxo como ar-condicionado e poltronas mais confortáveis. O preço é mais elevado.
Semidireto
Modalidade de linha de ônibus regular que não faz paradas para embarque e desembarque em todas parada, somente em poucos pontos pré-defindos. É proibido o transporte de passageiros em pé no interior do coletivo (Não mais escrito “Semi-Direto” de acordo com novo acordo ortográfico vigente desde 01 de Janeiro de 2016).
Senior
Modelo de carroceria de mini e micro ônibus da Marcopolo. Com 6 versões fabricadas: Senior, Senior Júnior, Senior G4, Senior GV, Senior G6 e Senior G7.
Serviço
Toda atividade destinada a obter determinada utilidade de interesse para a administração ou de interesse público.
Serviço adequado
É o que satisfaz as condições de pontualidade, regularidade, continuidade, segurança, eficiência, generalidade, cortesia na sua prestação e modicidade das tarifas, conforme estabelecido no respectivo contrato. (ANTT, 2009)
Serviço alimentador
Formado pelo conjunto de linhas alimentadoras. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Alimentadora.
Serviço autônomo
É aquele cujo estudo de mercado indica que o atendimento das localidades deverá ser efetuado através de linha, e não como seção. (ANTT, 2009)
Serviço de Fretamento
Aquele efetuado mediante contrato de locação de veículo, para atender a necessidades contínuas ou eventuais de transporte coletivo, não submetido à fixação de horários e itinerários, sem privilégio de exclusividade e sem cobrança de passagem individual. (DETER, 2013)
Serviço de transporte rodoviário interestadual de passageiros
O que transpõe os limites de Estado, do Distrito Federal ou de Território. (ANTT, 2009)
Serviço circular
Formado pelo conjunto de linhas circulares. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Circular.
Serviço de transporte rodoviário interestadual semi-urbano de passageiros
Aquele que, com extensão igual ou inferior a 75 quilômetros e característica de transporte rodoviário urbano, transpõe os limites de Estado, do Distrito Federal ou de Território. (ANTT, 2009)
Serviço de transporte rodoviário internacional de passageiros
 O que transpõe as fronteiras nacionais. (ANTT, 2009)
Serviço de transporte urbano
Serviço de transporte que atende à zona urbana. (ANTT, 2009)
Serviço diametral
Formado pelo conjunto de linhas diametrais. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Diametral.
Serviço diferenciado
É aquele executado no itinerário da linha, empregando equipamentos de características especiais, para atendimento de demandas específicas, com tarifa compatível com o serviço executado. (ANTT, 2009)
Serviço especial
Transporte mediante contrato de uso exclusivo de veículo, incluindo motoristas. (ANTT, 2009)
Serviço extensão
Aquele executado através de viagens sem caráter de linha, para atender necessidade contínua de transporte, em complementação a outro modal, sujeitas aos horários deste. (Decreto Estadual nº 12.601/80-SC)
Serviço perimetral
Formado pelo conjunto de linhas perimetrais. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Perimetral.
Serviço radial
Formado pelo conjunto de linhas radiais. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Radial.
Serviço seletivo
Formado pelo conjunto de linhas que operam com características diferenciadas das demais linhas do sistema convencional, seja por tipo de operação, tipo de veículo, tarifa cobrada, dentre outras. (PMBH, 2008)
Serviço semi-expresso
Formado pelo conjunto de linhas semi-expressas. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Semi-expressa.
Serviço social
Formado pelo conjunto de linhas da vizinhança/vilas e favelas. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Vizinhança.
Serviço troncal
Opera por meio das estações de integração e é formado por linhas que fazem ligações radiais, ligações perimetrais e ligações diametrais. (PMBH, 2008)
Ver também: Linha Troncal.
SIA – Símbolo Internacional de Acessibilidade
Adotado no XI Congresso Mundial de Reabilitação do Portador de Deficiência, realizado em 1969 pela Rehabilitation International (RI). Foi resultado de estudos envolvendo: desambiguidade, simplicidade, reconhecível internacionalmente, redutibilidade e aplicação fácil. O símbolo não só representa pessoas que utilizam cadeira de rodas, mas sim todas as pessoas que tem deficiências – física, auditiva, visual, mental ou múltipla. (MPPR, 2016; ABNT NBR 14022, 2011)
SIA - Símbolo Internacional de Acessibilidade

Figura S007 – SIA – Símbolo Internacional de Acessibilidade.
Fonte: ABNT NBR 14022/2011.
Sinal de Luz
Sinalização visual com o farol no qual os condutores de dois veículos em sentidos opostos fazem (ou não) para dar algum aviso ou simplesmente para cumprimentar.
Sistema de movimentação vertical da suspensão
Ver: Ajoelhamento.
Sistema Inteligente de Transporte (SITBus)
Conjunto de sistemas, equipamentos, softwares, hardwares, dados, serviços, instalações e informações voltados para a gestão e fiscalização dos serviços, em especial a cobrança eletrônica de tarifa, a gestão e a operação da frota e das instalações e a prestação de informações aos usuários. (PMBH, 2008)
Sistema Tronco-Alimentado
Formado pelos serviços alimentador e troncal (nas estações intermodais, o metrô é o “tronco” principal em relação aos atendimentos da área central). (PMBH, 2008)
Spectrum [Spéctrum]
Modelo de carroceria de ônibus urbano e intermunicipal da Neobus. Com as versões urbana e intermunicipal, e também as mais novas Spectrum City e Spectrum Road.
Spheros
Marca de ar-condicionado. Subdivisão da Webasto.
Springer
Carrier: Marca de ar-condicionado.
Squalo
Modelo de carroceria de ônibus rodoviário da Caio.
Standard [Stândar]
Comum, simples.
STD
Abreviação de Standard.
Stillus
Modelo de carroceria de ônibus rodoviário da Jotave.
Sub-linha
Desdobramento de uma determinada linha, cujo itinerário se caracteriza por um prolongamento, encurtamento ou variação do itinerário da linha. (PMBH, 2008)
SuperBus
Modelo de carroceria de ônibus rodoviário da Tecnobus.
Suporte
Armação que suporta ou sustenta alguma coisa.
Suporte de placa

Figura S006 – Suporte de placa.
Fonte: foto feita por César Mattos.
Suspensão
1) É um sistema que mantém a estabilidade do veículo absorvendo todas irregularidades do solo. É formado por molas, amortecedores, barras estabilizadoras, pinos esféricos e bandeija de suspensão. Pode ser mecânica, a ar ou mista.
2) Conjunto de componentes elásticos constituídos de elementos mecânicos, tendo por finalidade sustentar o peso próprio do veículo e sua carga, absorver os efeitos causados pelas irregularidades das superfícies das vias de rolamento e proporcionar estabilidade ao veículo nas diversas condições de uso. (ABNT NBR 15570:2011)
Suspensão metálica
Suspensão cujos elementos elásticos são metálicos, em geral constituídos por feixe de molas, ou molas helicoidais. (ABNT NBR 15570:2011)
Suspensão mista
Suspensão cujos elementos elásticos são constituídos pela combinação de elementos metálicos e pneumáticos. (ABNT NBR 15570:2011)
Suspensão pneumática
Suspensão cujos elementos elásticos são pneumáticos, em geral constituídos por bolsões de ar. (ABNT NBR 15570:2011)
Svelto [Z~vélto]
Modelo de carroceria de ônibus urbano da Comil. O modelo articulado do Svelto é o Doppio. O modelo intermunicipal do Svelto é o Versatile. As versões dos Svelto são: I (1988), II (1995), III (1996), IV (2000), V (2008), 6 (2012) e BRS/BRT.

Índice rápido

IMG REF S007